Melhor Método para Aprender Inglês

 

Melhor Método para Aprender Inglês

Nosso método utiliza diálogos. E por que diálogos? É muito mais rápido aprender por frases do que por palavras isoladas.

Leia o exemplo abaixo apenas uma vez.

Computador, telefone, caderno, livro, mapa, calculadora, carro, casa, mesa, porta.

Agora sem olhar para os itens que acabou de ver diga: quantas palavras você conseguiu memorizar?

Vejamos agora um novo exemplo:

Novamente leia apenas uma vez

O papai foi ao supermercado fazer uma compra, passou no açougue comprou um quilo de carne e logo após a uma farmácia comprar um remédio.

Agora sem olhar para a história diga quantas palavras consegue lembrar.

Percebe-se que é muito mais fácil gravar as palavras dentro de um contexto do que por palavras isoladas.

Um outro exemplo para ficar mais claro:

De aorcdo com uma peqsiusa

de uma uinrvesriddae ignlsea,

não ipomtra em qaul odrem as

Lteras de uma plravaa etãso,

a úncia csioa iprotmatne é que

a piremria e útmlia Lteras etejasm

no lgaur crteo. O rseto pdoe ser

uma bçguana ttaol, que vcoê

anida pdoe ler sem pobrlmea.

Itso é poqrue nós não lmeos

cdaa Ltera isladoa, mas a plravaa

cmoo um tdoo.

35T3 P3QU3N0 T3XTO 53RV3 4P3N45 P4R4 M05TR4R COMO NO554 C4B3Ç4 CONS3GU3 F4Z3R CO1545 1MPR3551ON4ANT35! R3P4R3 N155O! NO COM3ÇO 35T4V4 M310 COMPL1C4DO, M45 N3ST4 L1NH4 SU4 M3NT3 V41 D3C1FR4NDO O CÓD1GO QU453 4UTOM4T1C4M3NT3, S3M PR3C1S4R P3N54R MU1TO, C3RTO? POD3 F1C4R B3M ORGULHO5O D155O! SU4 C4P4C1D4D3 M3R3C3! P4R4BÉN5.

Percebe-se que não lemos uma palavra letra por letra e em uma frase não lemos palavra por palavra, por isso fica muito mais fácil aprender por frases.


SENTIDOS NA APRENDIZAGEM:

Método para aprender inglês

A visão é responsável por 83% de nosso conhecimento, para comprovar isso, certamente se perguntar a qualquer pessoa se ela já reconheceu a fisionomia de alguém e não lembrou do nome a resposta será sim.

Aquisição e exercício de conteúdo:

A aprendizagem aqui será apresentada em dois grupos: ativa e passiva. A ativa representada por ler, ouvir, ver e ver e ouvir. A ativa está representada por dizer e realizar.

Métodologia para aprender inglês

Percebemos que ler, ouvir, ver e ver e ouvir são aprendizagens passivas, ou seja, aquisição de conteúdo o que na aprendizagem não é suficiente, pois é o mesmo que ler o manual de como dirigir um carro e nunca ter dirigido realmente, mas ao mesmo tempo percebe-se que a melhor maneira de adquirir conteúdo é através de imagens e sons simultaneamente.

Para a aprendizagem ativa, exercício de conteúdo, o melhor é dizer e realizar, ou seja, fazer na prática.

E como usamos isso no aprendizado de um novo idioma?

Como já foi visto é mais fácil memorizar textos do que certo número de palavras isoladas, nossa memória é 83% visual, a melhor maneira de adquirir conteúdo é ver e ouvir a respeito dele simultaneamente e a melhor maneira de exercitá-lo é dizer e realizar. Traduzindo os dados para a prática seria que as aulas sejam focadas em diálogos desde a primeira aula, o material seja audiovisual de preferência filmes e que seja utilizado métodos práticos como: técnicas de teatro, montagem completa de frases, conversação, etc.

Participação não verbal na comunicação:

Comunicação não-verbal é com sinais verbais, que não é palavras ou escrita. Diferentemente da comunicação inconsciente, que pode ser verbal ou não-verbal. Comunicação através de símbolos gráficos.
O uso da simbologia é uma forma de comunicação não verbal, por exemplo: sinalização, logotipos, ícones, são símbolos gráficos constituídos basicamente de formas, cores e tipografia. Através da combinação destes elementos gráficos é possível exprimir idéias e conceitos numa linguagem figurativa ou abstrata, o grau de conhecimento de cada pessoa é que determina qual a sua capacidade de interpretação entre a linguagem não verbal para uma linguagem verbalizada, falamos do uso dos símbolos (linguagem não verbal) e seus significados (linguagem verbal). As cores mais utilizadas neste processo são àquelas de maior contraste cromático, tais como: vermelho, laranja, amarelo, verde, azul, branco e preto, tanto isoladamente com combinadas entre si. Um exemplo, é o uso de amarelo e preto para comunicações na área de segurança rodoviária.


Comunicação gestual

É ela a responsável pela primeira impressão de uma pessoa. O investigador americano Mehrabian fez uma estimativa da proporção verbal/não verbal do comportamento e concluiu que 55% da mensagem é transmitida via linguagem corporal. Ainda segundo o mesmo estudo, a voz é responsável por 38% e as palavras apenas por 7%.

Comunicação Verbal e não Verbal

Portanto no aprendizado de um novo idioma 93% nós já sabemos, o que temos que aprender é somente 7% referente a comunicação verbal.

 

Importância do vocabulário no aprendizado do idioma:


Se fosse possível quantificar conhecimento sobre vocabulário, poderíamos nos arriscar a dizer que plena proficiência em um idioma estrangeiro, ou seja, fluência, depende 80/90% de pronúncia, 70/80% de gramática e talvez 10/20% de vocabulário (apenas 5% segundo Hammerly, considerando-se todas as palavras
existentes no dicionário).

Na hora de contabilizar os vocábulos que conhecemos, palavras como sofismar e dobradiça teriam o mesmo peso que beber e casa? Até que ponto o fato de talvez não sabermos como se diz dobradiça em inglês pode comprometer nossa fluência? A contagem deve levar em consideração que algumas palavras têm uma probabilidade de ocorrência dez ou vinte vezes maior do que outra?

Portanto, habilidade em línguas não está diretamente relacionada simplesmente a familiaridade com vocabulário e, por esta razão, vocabulário não deve ser colocado como a grande prioridade durante a fase inicial do aprendizado. Vocabulário tende a ser mais facilmente assimilado à medida em que o aprendiz familiariza-se com a estrutura gramatical da língua e mais corretamente assimilado à medida em que se familiariza com a pronúncia da língua. Além disso, o ensino de vocabulário não deve ser predeterminado e dirigido, mas sim deve seguir um desenvolvimento naturalmente direcionado aos interesses do aprendiz e que progride na medida em que há contato com a língua em situações reais de comunicação.